Home >

SD-WAN não canibaliza receita das operadoras, nem elimina o MPLS

Flexibilidade da tecnologia permite a criação de serviços melhores e aproxima provedores de telecomunicações das demandas de aplicações empresariais.

*Eduardo Yuki

25/07/2019 às 10h20

Foto: Shutterstock

Flexibilidade da tecnologia permite a criação de serviços de maior valor agregado e aproxima provedores de telecomunicações das diversas demandas das aplicações empresariais

Um mito comum sobre SD-WAN (rede distribuída definida por software) é que as operadoras e provedores de serviços perderiam com a redução da dependência de produtos de maior receita. Engano. Em um passado recente, a Internet absorveu serviços outrora rentáveis, mas o ganho com a explosão dos serviços digitais é crescente. No setor de serviços empresariais, a SD-WAN funciona como um canal ideal para criar, vender e entregar serviços de valor adicionado.

Outra vantagem para as operadoras e provedores de serviços de telecomunicações é conseguir levar seus serviços a localidades em que não existam meios para instalação de linhas privadas. Ou seja, se a malha de fibras, própria ou contratada, não chega a todos os pontos em que o cliente está, as unidades podem ser conectadas pelo link de banda larga disponível na região.

Embora a SD-WAN agregue recursos de segurança (com VPN e outras políticas) e qualidade de serviço (pelo balanceamento otimizado) nas conexões de banda larga, a rede corporativa sobre MPLS (links IP privados) continua a ser importante, tanto para interconexão de sites quanto para suportar processos cuja regulação exige redes segregadas.

Virtualização e automação padronizam serviços avançados

À medida que a configuração e o conjunto de funcionalidades são “definidos por software”, novos serviços podem ser levados às filiais, a partir de uma plataforma com automação e gerenciamento centralizado. Evidentemente, é mais fácil rodar um script de configuração remotamente do que deslocar um técnico a cada localidade para ajustar cada dispositivo de acesso.

A necessidade de reinvenção das operadoras

A tecnologia SD-WAN permite criar redes privadas reunindo o melhor dos dois mundos: o isolamento dos dados e a segurança do transporte do MPLS com a alta banda e custo baixo da Internet.

Por ser uma tecnologia de transporte do tipo OTT (Over-the-Top), a SD-WAN permite a uma empresa criar sua própria rede segura se tornando independente das operadoras.

Do outro lado, a operadora precisa se reinventar para oferecer serviços de valor agregado ao link para manter-se competitiva e ativa no mercado.

Um grande diferencial que a operadora pode trazer às empresas é ofertar SD-WAN junto com o link como um serviço mensal em um modelo OPEX. Esse modelo de serviço vem se tornando cada vez mais atrativo para as empresas pois libera a equipe de TI para focar no suporte ao negócio.

Obviamente, uma empresa que antigamente tinha redes MPLS de duas operadoras distintas para melhor resiliência da rede agora só terá uma, e a operadora que vai permanecer será aquela que ofertar SD-WAN primeiro.

*Por Eduardo Yuki, sócio diretor da CYLK Technologing

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail