Home > Notícias

SonicWall supera metas após um ano com atuação independente

Separação da Dell ocorreu em novembro de 2016,

08/01/2018 às 17h01

Foto:

A SonicWall, parceiro de segurança confiável que protege mais de 1 milhão de redes em todo o mundo, acaba de completar um ano de operação após a sua independência da Dell. A separação ocorreu em novembro de 2016, quando os fundos privados de investimento, Francisco Partners e Elliott Management, completaram o processo de aquisição.

No último ano, a estratégia da SonicWall foi investir em produtos inovadores, como tecnologias para segurança em nuvem e recursos associados a Inteligência Artificial (AI). “A separação foi importante para que a empresa investisse no que realmente importa para o seu negócio: novas tecnologias para a segurança da informação e em novos programas para nossos parceiros”, afirma Arley Brogiato, gerente geral da operação da SonicWall no Brasil.

Segundo o executivo, a Dell abriu importantes portas para a SonicWall, conseguindo colocar a companhia em contato com mais clientes. Lembrando claro, que a SonicWall era uma parte de um grande portfólio.

Com a sua operação agora independente, a SonicWall avançou rapidamente para definir seu próprio programa de parcerias, batizado de SecureFirst, que foi lançado com foco em empresas especializadas em segurança e que, além de trazer importantes avanços, tem como pilares agregar e investir em recursos de educação para todo o ecossistema de parceiros da empresa e entregar ferramentas para desenvolvimento de mercado, como recursos voltados para a automação de marketing, com o objetivo de explorar todo o potencial de negócio destas empresas parceiras.

O papel dos distribuidores passa a ser ainda mais estratégico no novo cenário e também por isto, a SonicWall logo após seperação anunciou dois novos distribuidores, e hoje conta, no Brasil, com o apoio da Ingram Micro, Network1/Scansource e a Westcon, que apoiam além de todo o processo logístico, o recrutamento e desenvolvimento de novas parcerias.

Outro aspecto positivo neste período, a SonicWall no Brasil caminha para fechar o ano próximo aos 1.000 parceiros registrados em seu programa SecureFirst, o que representa crescimento ao redor de 40% em relação ao ano passado. Superando qualquer prognóstico apontado por seus executivos.

Outro indicador importante, que demonstra solidez da estratégia de parcerias definida em todo o mundo: através de sua plataforma de educação online, a SonicWall University, foram realizados 2.000 treinamentos em pouco mais de 7 meses, desde o lançamento desta inovadora plataforma, que tem por objetivo auxiliar empresas parceiras a melhorar a entrega de soluções de segurança com os produtos, software e serviços da SonicWall. “Temos um déficit importante de educação no mercado de segurança e todo o investimento em educação para nós se coverte em melhores resultados, isto já pode ser percebido em nosso dia a dia”, reforça Brogiato. Hoje a SonicWall na América Latina já desponta como o maior utilizador desta plataforma de educação.

Tanto é relevante o aspecto da educação, que a América Latina foi pioneira no lançamento de mais um novo programa, batizado de SonicWall Technical Master, que em final de Novembro levou 70 Engenheiros de Sistemas de mais de 40 empresas, vindos de 8 países da América Latina para Santa Clara, Califórinia nos Estados Unidos. A ideia do programa foi usar a SonicWall University como base para capacitar e então levar os principais especialistas técnicos em SonicWall de nossa região para aprofundarem seus conhecimentos sobre nossa platafoma de produtos, sofware e serviços.

Nesta ocasião, estiveram presentes, além dos principais engenheiros da SonicWall, toda a primeira linha de executivos, inclusive o CEO da operação, Bill Conner, veterano da indústria da segurança que vem promovendo importantes avanços, desde que assumiu a liderança da SonicWall meses atrás.

A companhia como um todo teve importante crescimento neste último ano, com todas as metas financeiras sendo alcançadas em apenas oito meses. No primeiro trimestre deste ano fiscal, entre fevereiro e abril, a SonicWall registrou um crescimento importantíssimo no Brasil, acima de dois digitos em comparação ao ano anterior e nos dois trimestres seguintes o crescimento foi ainda maior.

“Atribuímos este crescimento, num primeiro momento, à energia revigorada dos nossos parceiros pelo momento da empresa, agora independente e acelerando para lançar como nunca diversas inovações. Além disso, uma gama de novos parceiros se registraram no SecureFirst, demonstrando que a proposta de valor apresentada pela SonicWall é sólida e vem chamando a atenção de empresas que tradicionalmente trabalhavam com empresas competidoras, estes parceiros viram na SonicWall uma alternativa de alto valor para geração de negócios. Por último, a publicidade negativa que ataques como ransomware trouxe, influenciou no aumento da procura das empresas por recursos de segurança e naturalmente isto impactou positivamente em nossas vendas.”, diz Brogiato.

O mercado brasileiro responde hoje por 55% do faturamento da SonicWall na América Latina. O objetivo da empresa é crescer ainda mais no país e região devido ao tamanho do mercado. “A segurança ainda é pouco trabalhada em nosso País, mas está crescendo em relevância dentro empresas que entenderam, que não podem mais ter uma atuação passiva sobre o cenário de ameaças virtuais”, observa Brogiato, que acredita que a previsão de crescimento acima de dois digitos, apresentadas por institutos de pesquisa como Gartner e IDC, refletem a realidade do potencial que o mercado brasileiro possui. “Sem dúvida, 2018 será um ano de importantes desafios, mas também para solidificar nossa estratégia local, que vem se traduzindo em taxas de crescimento importantes”, finaliza.

Tags
Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail