Home > Colunas

Superaquecimento: saiba como identificar acessórios falsos

A compra de acessórios falsos pode impactar na performance do seu aparelho ao longo prazo

Thiago Miashiro*

18/05/2019 às 10h14

Foto: Shutterstock

Carregadores e cabos de origem desconhecida e baixa qualidade podem colocar em risco a vida útil da bateria e demais componentes internos do smartphone. O uso de produtos ‘alternativos’ ou de segunda mão traz perigos reais aos usuários como curto-circuito em situações de sobrecarga, além de superaquecimento e danos à saúde.

Para tornar os processos de segurança mais complexos e eficazes, os cabos do USB-C, por exemplo, serão fabricados conforme o novo protocolo da 'USB Implementers Forum' (USB-IF). A iniciativa, que entra em vigor este ano, irá definir diretrizes de funcionamento do acessório para todas as fabricantes que adotarem o padrão USB-C para os cabos.

Existem alguns cuidados que os consumidores devem ter para garantir compras seguras e ajudar consumidores a identificar originalidade e procedência dos produtos:

1) Verificação da embalagem

Checar se a embalagem possui o selo de certificação da Anatel é um passo importante para evitar a compra de produtos falsos. Impressões tortas ou apagadas assim como superfícies plásticas descoladas ou malfeitas podem indicar que o produto seja falsificado. Peças originais possuem código de certificação, por meio dessa informação é possível verificar a autenticidade do produto.

2) Superaquecimento

Alguns acessórios como carregadores portáteis podem apresentar desempenho abaixo do esperado e sinais de superaquecimento, especialmente em casos de produtos de origem duvidosa e sem certificações de segurança. Os produtos originais contam com a tecnologia exclusiva 'MultiProtect'. A funcionalidade regula a tensão de saída, previne superaquecimento, curtos-circuitos e sobrecarga, além de outros problemas relacionados à segurança do equipamento e do usuário.

3) Compre somente em sites e lojas confiáveis

Outro fator importante é o local de compra. Opte por sites conhecidos, lojas oficiais ou representantes das marcas. Produtos comprados diretamente da China ou de outros países não estão sujeitos à garantia nacional.

4) Pesquise preços

Faça pesquisas sobre o preço médio dos acessórios que deseja comprar em sites e lojas com procedência. Desconfie de locais que oferecem o mesmo produto por preços bem abaixo do mercado.

*Thiago Miashiro é gerente de negócios da Anker

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail