COMUNIDADE

Evite as três principais ameaças da estratégia da nuvem

Ao mesmo tempo em que a nuvem acelera um processo benéfico, acelera também a capacidade de agravar problemas. Por isso, cuidado, alerta executivo da Riverbed

Escalabilidade e preços competitivos são apenas alguns dos muitos benefícios que a transição para a nuvem pode fornecer. É exatamente o que as empresas que adotam infraestrutura de nuvem, e plataformas de software como serviço buscam. Por outro lado, é essencial lembrar que o benefício de acelerar a adoção de novas tecnologias usando a nuvem é uma via de mão dupla, ou seja, ao mesmo tempo em que acelera um processo benéfico, acelera também a capacidade de agravar problemas.

Uma queda de energia na sede de uma companhia aérea ou uma interrupção de 20 minutos em um site de comércio eletrônico, por exemplo, podem causar não somente grandes perdas monetárias, como também quebra de confiança do consumidor, problemas de imagem e enorme esforço para recuperar o prejuízo de todos os lados. Não se trata apenas de interrupções. A falha de conectividade na nuvem para aplicações de plataforma cruzada com integração de terceiros ou plug-ins também é um grande obstáculo. Voltando ao exemplo do e-commerce, um atraso médio de 1 segundo no tempo de carregamento da página pode custar quase US$ 1,5 bilhão por ano.

Ou seja, a velocidade da adoção da nuvem pode ser um ganho ou um problema. Obter uma estratégia para enfrentar os principais desafios da adoção de nuvem pode ajudar a garantir que sua empresa maximize os benefícios. Essas questões podem parecer pequenas, mas muitas vezes são as grandes causadoras dos problemas e precisam receber a devida atenção.

Os três principais desafios mais comuns com a adoção da nuvem são:

1. A falta de um plano operacional documentado. Você tem um plano documentado sobre como gerenciar as plataformas na nuvem usadas pela sua empresa? Tudo deve ser documentado, desde como uma nova aplicação ou instância foi configurada, backup e Planos de Contingência, ferramentas e tecnologias de gerenciamento, até senhas e controle de acesso. Se você não pensar sobre isso com antecedência, está por sua conta e risco.

2. Ignorar a conectividade nuvem-nuvem ou local-local. Você já pensou em como suas nuvens se conectarão umas com as outras? Haverá dados confidenciais fluindo através da Internet? E seus usuários nas filiais, equipe de TI e usuários de negócios? Trace um plano para obter comunicações seguras e confiáveis entre as nuvens e locais e verifique se pode ser escalado e gerenciado facilmente. Com SD-WAN, implementar isso deve ser rápido e indolor.

3. Não medir o desempenho. O que é medido é gerenciado e, se você não consegue visualizar tudo, desde o desempenho da rede até a experiência do usuário final, você está andando às cegas, sujeito à sorte, na maioria dos casos. Atualmente, os problemas de desempenho são mais comuns ainda e, a menos que você tenha as ferramentas, processos e pessoas certas para provar o contrário, os fornecedores de nuvem apontarão a causa-raiz do problema em algum lugar fora do ambiente de cloud, te deixando de mãos atadas.

As plataformas cloud continuam mudando e acelerando o mundo dos negócios, e com uma dose extra de atenção, sua empresa pode se beneficiar de tudo o que essas plataformas têm para oferecer e, ao mesmo tempo, reduzir e gerenciar os riscos ao realizar uma mudança rápida para a nuvem.

*Rosano Moraes é vice-presidente de Vendas para América Latina na Riverbed

Comentários

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.