Home > Notícias

TI dará empurrão no crescimento da economia em 2018

De olho nesse mercado, grandes fornecedores de nuvem passaram a oferecer um portfólio mais robusto e os parceiros locais também fizeram a lição

Luis Banhara*

26/03/2018 às 8h12

Foto:

A ONU reviu para cima a projeção de crescimento da economia brasileira e agora estima uma expansão de 2% em 2018, depois de crescimento de 0,7% neste ano. As novas projeções apresentadas pela entidade revelam ainda que o desempenho da economia nacional ganhará força em 2019, com uma alta de 2,5%.

Apesar de o número não ser muito expressivo, uma parcela dessa conta deve ser creditada ao segmento de TI em função de uma demanda de empresas do setor de finanças, saúde, varejo e inclusive governo, que estão atraídas para a adoção de cloud computing com foco principal na redução de custos aliada a necessidade por agilidade, eficiência e inteligência.

De olho nesse mercado, os grandes fornecedores mundiais de nuvem passaram a oferecer um portfólio cada vez mais robusto e os parceiros locais também fizeram a lição, reajustando a oferta a realidade brasileira. A digitalização das operações é o maior impulsionador desse movimento, no qual ganham destaques ferramentas como SD WAN e virtualização.

E, claro, não menos importante no ambiente de negócios conectados é a eterna preocupação com a segurança e o controle das informações. A vulnerabilidade e o caráter mutante e evolutivo das ameaças externas e internas são muito desafiadores e exigem, além de times qualificados, filtros de conteúdo, monitoramento inteligente de acessos e correção de falhas de modo proativo.

Avaliar o seu fornecedor de forma criteriosa, classificar dados de acordo com a criticidade e utilizar aplicativos homologados já é um bom começo para garantir praticamente 100% de proteção.

*Luis Banhara é diretor-geral da Citrix Brasil

Tags
Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail