Home > Notícias

Transformação digital é foco dos CIOs, atesta pesquisa

Gartner mostra que líderes da TI precisam dar um passo a mais em suas estratégias digitais

Redação

19/11/2018 às 13h35

Foto:

O negócio digital está saindo da fase de experimentos para implementação em grande escala em todas as economias. Os CIOs devem evoluir seus pensamentos para estar em sintonia com uma nova era de rápida escala dos negócios digitais, sendo fundamentais para a transformação digital, de acordo com pesquisa global anual de CIOs do Gartner.

O estudo mostra que os negócios digitais atingiram um ponto crítico neste ano. "O que vemos aqui é um marco na transição para a terceira era da TI, a era digital. Inicialmente, os CIOs estavam dando um salto da TI como uma preocupação industrial. Hoje, 20 anos depois de lançarmos a primeira pesquisa da Agenda do CIO, as iniciativas digitais, juntamente com o crescimento, são as principais prioridades para os CIOs em 2019. O digital se tornou mainstream”, disse Andy Rowsell-Jones, vice-presidente e analista do Gartner.

A transformação para negócios digitais é apoiada pelo crescimento constante do orçamento de TI. Globalmente, os CIOs esperam que seus orçamentos de TI cresçam 2,9% em 2019. Isso é apenas um pouco menosdo  que a taxa média de crescimento de 2018, de 3%.

Cibersegurança torna-se uma questão de toda a empresa

Segundo a pesquisa, CIOs esperam que as ameaças à segurança cibernética se agravem. Portanto, é necessário criar uma base segura para negócios digitais que proteja a organização e os clientes. O aumento dos ataques de engenharia social, como o phishing, exige uma mudança comportamental mais ampla de todos os funcionários.

“No ano passado, eu disse que os CIOs deveriam começar a expandir seus negócios digitais, e eles se destacaram. Este ano, eles precisam dar um passo adiante e colocar seu crescente negócio digital em uma base estável e segura. O sucesso na terceira era da TI corporativa depende de uma estratégia sólida que combine tecnologias novas e disruptivas com um reequilíbrio dos investimentos existentes”, finaliza Rowsell-Jones.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail