Home > Colunas

Vamos falar de postura profissional

Cada vez mais o tema se torna mais do que pertinente, necessário para o bom convívio no ambiente de trabalho

Ádila Ribeiro Berretella*

23/06/2019 às 8h41

Foto: Shutterstock

Cada vez mais percebo – em função de atitudes pessoais – a importância de se abordar o tema “postura profissional”. O tempo todo nos deparamos com profissionais capacitados e jovens com uma boa trajetória acadêmica, mas, infelizmente, e na mesma proporção, temos visto também que a maneira como se comportam pessoalmente influencia diretamente em suas carreiras profissionais.

As organizações têm enfrentado essa dificuldade, a qual torna-se um dilema ao passo que é necessário ponderar todas as perdas que tal situação traz consigo: se dispensar o profissional terá queda na produção da empresa, mas se der continuidade acaba prejudicando a qualidade no ambiente de trabalho. Desse modo, é mandatório que o departamento de Recursos Humanos crie sistemas de avaliação que identifiquem rapidamente esses profissionais e faça intervenções com o objetivo de ajudá-los, de forma assertiva, a exercerem a tão essencial “postura profissional”.

Por mais que as empresas realizem um trabalho de conscientização, é necessário, por parte do profissional, empenho para que possa mudar o cenário de atuação, não por medo de perder o emprego, mas por entendimento que a sua maneira de agir pode prejudicar ambientes e pessoas. Muitas vezes, o meio em que a pessoa cresceu, ou que ainda convive, não possui disciplina e respeito perante a sociedade, fazendo com que sofra as consequências causadas por esse comportamento.

É imprescindível entender que não há como separar o comportamento profissional do pessoal. Por mais esforço que haja, em algum momento, irão se encontrar, seja em uma resposta nas mídias sociais expressando opiniões ou no dia a dia. O pulo do gato nesse impasse será sempre unir o esforço para se tornar um profissional melhor dentro da sua área de atuação com o desejo de ser uma pessoa melhor todos os dias. Seguem algumas atitudes importantes:

• Busca do autoconhecimento;

• Manter-se atualizado;

• Evitar comentários que não agregam melhorias para a empresa;

• Estar sempre pronto a ajudar colegas de trabalho;

• Ser educado;

• Respeitar opiniões divergentes.

Com pequenas atitudes é possível ter melhorias no âmbito profissional e, consequentemente, no pessoal. Tudo é questão de prática e boa vontade!

*Ádila Ribeiro Berretella é diretora e proprietária da TOP PEOPLE, empresa especializada em trade marketing e recrutamento e seleção.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail