COMUNIDADE
Fibra óptica

Furukawa Electric amplia produção de fibras e cabos ópticos

Empresa investirá US$ 150 milhões em dois anos para ampliar atuação nos Estados Unidos e Europa

No Japão, o grupo Furukawa Electric aprovou um investimento de US$ 150 milhões em dois anos, que serão destinados à expansão da produção de fibras ópticas e de cabos ópticos, principalmente nos Estados Unidos e Europa, por intermédio das operações de sua subsidiária OFS.

A meta é praticamente dobrar a capacidade de produção de fibras ópticas da Furukawa até 2019 (em relação a 2016) e, ainda, aumentar a capacidade de fabricação de cabos ópticos – o que implicará a criação de mais de 400 empregos nos próximos dois anos.

No período entre 2014 e 2016, a Furukawa ampliou sua capacidade global de produção de fibra óptica em 20% e, até 2018, planejava um novo aumento de 20%. No entanto, a forte demanda dos clientes por fibra e cabos ópticos levou a direção da companhia a aprovar esse investimento para uma expansão ainda maior da produção.

Futuro

Pierre Marty, vice-presidente comercial da OFS (subsidiária do Grupo Furukawa Electric), falou em encontro sobre Redes Ópticas do Futuro em e as novas tecnologias que estão sendo desenvolvidas para enfrentar a demanda explosiva por banda do mercado, determinada principalmente pela expansão do uso de serviços na nuvem, redes sociais, transmissão de vídeos de altíssima resolução, aplicações de Internet das Coisas e das futuras redes 5G. “O caminho do 4G para 5G é pavimentado com fibra óptica”, disse Marty em sua palestra.

“Com esse anúncio, a Furukawa se prepara para atender ao aumento cada vez maior da demanda global por fibra óptica, que virá nos próximos anos”, afirma Foad Shaikhzadeh, presidente da Furukawa Electric LatAm e vice-presidente corporativo sênior do grupo Furukawa Electric.

Ele acrescenta que, no Brasil, já foi feito um investimento, neste ano, que permitiu expandir em 25% a capacidade de produção de fibra óptica, atualmente de 2,3 milhões de quilômetros de fibra/ano. “Além disso, fizemos investimentos também nas fábricas da Argentina e da Colômbia, onde produzimos cabos ópticos”, conclui.

Comentários

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.