Home >

Você tem medo da transformação digital? Desenvolva seus ‘soft skills’

As competências comportamentais passarão a serem essenciais para o mercado do trabalho 5.0

Hendel Favarin*

06/06/2019 às 21h40

Foto: Shutterstock

Segundo um estudo da McKinsey, os robôs substituirão 800 milhões de empregos até 2030. Nesse mesmo sentido, a FYA (Foundation for Young Australians) revelou que 60% dos jovens estão entrando no mercado de trabalho em empregos que serão radicalmente afetados pela automação nos próximos 15 anos.

Segundo essas mesmas pesquisas, a educação estará pautada em soft skills como liderança, resiliência, colaboração, autoaprendizado e inteligência emocional. Mas afinal, o que os robôs têm a ver com as 'soft skills'?

Nosso mundo tem mudado em uma velocidade nunca vista antes por causa da tecnologia. Muitas companhias nas quais trabalhamos hoje não existiam há pouco tempo atrás. Empresas tradicionais estão dando lugar a startups. Hoje, as três marcas mais valiosas do mundo são “bebês” perto de organizações centenárias. Apple vale US$ 247 bilhões, Google US$ 174 bilhões e Microsoft US$ 116 bilhões.

É surpreendente como tudo acontece tão rápido na era digital. Segundo Eric Schmidt, ex-CEO da Google, a cada dois dias geramos um volume de dados equivalente ao que produzimos desde o início da civilização até 2003.

Não só a quantidade de informação que geramos tem sido exponencial, mas o comportamento do consumidor tem mudando em uma velocidade nunca vista antes. E a consequência disso? As empresas estão tendo que mudar constantemente, logo, a dinâmica do trabalho também.

Nesse cenário, tarefas repetitivas e de rotina, que não demandam uma intervenção criativa ou do relacionamento humano, serão completamente substituídas por robôs e pela inteligência artificial.

Mais importante do que o conhecimento técnico – que será o ponto forte da inteligência artificial, as características comportamentais e sociais é que farão total diferença. Por isso as 'soft skills' serão ainda mais requisitadas no mercado de trabalho.

São elas que te ajudarão a se manter um profissional competitivo e preparado para as constantes mudanças provocadas pela tecnologia e inovação na era digital. Obviamente toda essa transformação, e a consequente extinção de postos de trabalhos, também abrirá um mundo inimaginável de oportunidades.

Milhares de profissões e empresas já nasceram por causa do Facebook, Google, e outras tecnologias que criaram novos mercados. Inclusive, segundo o Fórum Econômico Mundial, 65% das crianças hoje no ensino fundamental vão exercer uma função que ainda não existe.

Ou seja, apesar das estatísticas catastróficas sobre a extinção de postos de trabalho, milhões de novas oportunidades surgirão. O papel humano nunca será tão importante e valorizado como nos próximos anos e décadas.

Portanto, o robô pode até substituir o seu atual trabalho, mas se você estiver preparado, com as habilidades certas afiadas, novas oportunidades não faltarão para você.

*Hendel Favarin é cofundador da Escola Conquer que desenvolve programas relacionados à inovação e as habilidades comportamentais do século XXI para empresas como Renault, Grupo Boticário, PwC, Votorantim, Philip Morris, entre muitas outras.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail